Soja tem recuperação técnica na CBOT, mas fundamentos apontam para tom baixista nas cotações

Soja tem recuperação técnica na CBOT, mas fundamentos apontam para tom baixista nas cotações
Os preços da soja na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam a quarta (29) em patamares mais altos, após duas sessões seguidas de fortes quedas. Esta foi uma recuperação técnica, com fundos e especuladores cobrindo posições vendidas.

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR A TABELA AFNEWS DE PREÇOS DA SOJA NA CBOT

Contudo, o mercado, em termos de fundamentos, segue sob pressão diante da perspectiva da safra recorde prevista nos EUA. Os casos de peste suína na China colocam em risco a demanda por farelo, e a falta de acordo comercial entre o país asiático e os EUA completam o cenário negativo para as cotações.

A expectativa do mercado para o reporte semanal de vendas para exportação da safra norte-americana (2018/19) é entre 500.000 a 1,250 milhão de tons de soja.

O USDA divulgou hoje (30) que foram exportadas 110.900 tons da safra 2017/18, redução de 27% em relação à semana anterior e 39% em relação à média das últimas 4 semanas. Foram reportados aumentos para os Países Baixos (155.200 tons), Irã (139.600 tons), Espanha (60.000 ton), Tunísia (39.200 tons), e o Egito (38.300 tons). As reduções foram para destinos desconhecidos (409.600 tons), China (61.500 tons) e México (20.800 tons).

As vendas da safra 2018/2019 foram de 591.600 tons, relatadas para destinos desconhecidos (360.200 tons), México (131.200 tons) e Paquistão (65.000 tons). As reduções foram reportadas para a Indonésia (5.200 tons) e Canadá (2.500 tons).

 

Fonte: AF News Agrícola